Saiba como realizar a transferência do título de eleitor

A transferência ocorre quando o eleitor solicita a mudança do seu domicilio eleitoral para outro município, esta¬do ou país.

Teve o título de eleitor cancelado? Saiba como regularizar sua situação

Eleitores que não residem mais no município cadastrado devem realizar a transferência do documento para que possam votar e estabelecer um vínculo formal com o lugar onde vivem atualmente.

Para realizar a transferência do seu domicílio eleitoral, o elei­tor deverá comparecer ao Cartório ou Fórum Eleitoral do municí­pio para o qual deseja transferir seu título, e apresentar documento de identidade (original e cópia), Comprovante de endereço (original e cópia de conta de água, luz, telefone, conta bancaria, etc.), e o Título Eleitoral antigo para inutili­zação pela justiça Eleitoral.

 É importante, também, que o eleitor fique atento às seguin­tes exigências a fim de solicitar a transferência do seu domicílio eleitoral:

  • O eleitor deverá estar quite com a Justiça Eleitoral, ou seja, deverá ter cumprido suas obrigações legais; 
  • Deverá ter transcorrido, pelo menos, um ano desde o alistamento ou da última transferência feita pelo eleitor;
  • O eleitor deverá estar residindo no novo domicílio há, no mínimo, três meses.

 Caso haja revisão de eleitorado no município em que vota, o comparecimento do eleitor no Cartório é obrigatório, sob pena de cancelamento do título. 

Últimas notícias postadas

Recentes

TRE-MS e TRE-TO promovem evento de incentivo à participação da mulher na vida política

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS), em parceria com o Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO), por meio de suas Escolas Judiciárias Eleitorais (EJE-MS e EJE-TO), promoverão, no próximo dia 12 de agosto, a partir das 19h30 (horário de Brasília), uma Roda de Conversa on-line com o tema "A Participação Política da Mulher nos Espaços de Poder".

Evento online de combate à desinformação acontece nesta quinta-feira (30).

O excesso de conteúdos falsos tem exigido que veículos de comunicação, agências de checagem, empresas e órgãos de todos os governos mundiais invistam tempo e recursos para desmentir os boatos e informações enganosas a respeito do novo coronavírus. Como esse combate à crescente onda de desinformação em relação ao novo coronavírus pode ajudar para uma atuação mais estratégica e eficiente nas Eleições 2020?

TRE-MS determina suspensão de anotação de 69 órgãos partidários municipais

Em levantamento realizado pela Justiça Eleitoral de Mato Grosso do Sul foram constatados 69 órgãos partidários municipais que, até a presente data, não informaram o respectivo número de inscrição no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ). Ante a ausência de tal informação, a suspensão da anotação foi determinada por decisão judicial.

Decisão determina retirada de vídeo no Facebook por campanha extemporânea

A juíza substituta da 35ª Zona Eleitoral de Campo Grande, Gabriela Muller Junqueira, proferiu decisão determinando a remoção de vídeo da rede social Facebook e a quebra de sigilo de dados dos titulares da página "TRADNÃO", acusada de realizar campanha extemporânea negativa contra o Partido Social Democrático (PSD), em especial ao atual prefeito, Marcos Marcello Trad, pré-candidato às eleições municipais de 2020.